Assembleia dos professores decidiu pela fim da greve (foto: Jereminas Barreto/Ascom Simpi)

.

   Após doze dias de greve, os professores da rede municipal de Itabuna decidiram na tarde desta terça-feira, dia 20, retornar às salas de aula. A decisão foi tomada durante assembleia da categoria, coordenada pelo Sindicato do Magistério, ao anúncio da quitação do debito referente ao terço de férias por parte da Prefeitura.

   “A proposta inicial da Prefeitura era pagar a segunda parcela somente no mês de abril, mas a greve dos professores serviu como ponto decisivo para antecipação”, garantiu a presidente do Simpi, Carminha Oliveira. “O débito referente ao terço constitucional de férias da categoria era devido desde o dia 17 de janeiro”, acrescentou.

   Segundo a sindicalista, “a luta e resistência dos professores que entraram em greve foram determinantes para o recebimento do terço no mês de março, todavia, lamenta a falta de postura da Secretária da Educação, que não emitiu qualquer comunicado ao sindicato”.

   “Quando nós deflagramos a greve, fizemos questão de oficializar o governo acerca da posição da categoria. Além disso, respeitamos as 72 horas determinadas pela legislação antes de pararmos nossas atividades. Lamentavelmente, o Governo não age com a mesma lisura conosco. Soubemos que o terço foi pago, mas até o momento não recebemos qualquer comunicação oficial”, afirma a sindicalista.

   Carminha ressaltou que “após o pagamento integral do terço de férias, os professores decidiram, em assembleia promovida pelo Simpi, suspender a greve e retornarão às salas de aula a partir desta quarta, dia 03. Todavia, aqueles que não receberam o vale transporte, não estão obrigados a comparecerem às escolas, tendo em vista que o Acordo Coletivo de Trabalho garante essa prerrogativa ao professor”.

   Apesar de o movimento grevista ter durado doze dias corridos, apenas sete dias deverão ser repostos aos alunos, tendo em vista que os finais de semana e feriados não são computados. “A categoria está de parabéns. Quando a classe está unida na defesa de seus direitos, o patrão não possui alternativa senão ceder e nos respeitar”, garantiu Carminha.

  • Criado em .

.

   O deputado Joseildo Ramos (foto), líder do PT na Assembleia Legislativa, condenou, nesta terça-feira, dia 20, a decisão da Petrobras de fechar a unidade baiana da FAFEN, fábrica que produz fertilizantes nitrogenados a partir do gás natural dos campos produtores de petróleo, localizada em Camaçari. O parlamentar defende uma reação enérgica do Governo baiano e da bancada de deputados para evitar o fechamento que pode provocar, além da queda de receita dos municípios, a demissão de mais de setecnetos trabalhadores.

   “Precisamos somar esforços com o estado de Sergipe, que passa pela mesma situação. Iniciarei uma conversa com o governador Rui Costa para que juntemos forças nesse sentido e possamos evitar danos à economia dos estados, como a baixa na arrecadação de impostos e os impactos negativos na cadeia produtiva do Polo Petroquímico de Camaçari, onde há fábricas que utilizam a matéria prima produzida por ela”, afirmou Joseildo.

   De acordo com o governador de Sergipe, Jackson Barreto, o fechamento da unidade de Laranjeiras já foi previsto e anunciado pelo presidente da Petrobras, Pedro Parente, para o mês de junho, sob a alegação de que a empresa vem dando prejuízos consecutivos, tornando a continuidade da operação industrial inviável do ponto de vista econômico. Para os dirigentes do Sindipetro/Bahia, no entanto, o argumento é questionável, uma vez que “a demanda do mercado brasileiro de fertilizantes é maior que a produção nacional” e o consumo de fertilizantes no Brasil, entre 2003 e 2012, cresceu 30%.

  • Criado em .

.   

   A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado reúne-se nesta quarta-feira, dia 21, para discutir o projeto de lei de autoria da senadora baiana Lídice da Mata, que trata do teor mínimo obrigatório de cacau nos produtos à base de chocolate. A informação é da jornalista Levy Vasconcelos, na coluna Tempo Presente do jornal ATarde, de Salvador.

   O texto quer estabelecer o percentual mínimo de 35 por cento de cacau puro nos produtos á base de chocolate produzidos e comercializados no Brasil e tornar obrigatório a informação do percentual total de cacau nos rótulos dos produtos.

   Entre os participantes estão o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues (foto); o secretário-executivo da Associação Cacau Sul Bahia, Cristiano Santos; o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça, e o presidente da Associação do Chocolate do Sul da Bahia, Gerson Marques.

  • Criado em .

.

   Quatrocentas e vinte e seis pacientes atendidas e mais de mil procedimentos realizados foi o balanço do “Mutirão das Margaridas”, realizado no último sábado dia 17, em Camacã, pela Fundação Hospitalar da Mata Atlântica. A informação é do declarou médico Almir Gonçalves, membro da equipe de gestão da fundação.

   O mutirão que levou o nome de “Mutirão das Margaridas” em homenagem a camponesa Margarida Alves, atendeu a mulheres de Camacã, Pau Brasil, Mascote, Jussari, Canavieiras, Una, São José, Potiraguá, Itaju do Colônia entre outros municípios. “O evento foi um sucesso total e atenção às nossas expectativas”, garantiu Almir Gonçalves.

“Camacã tem se consolidado como sede do Consórcio da Mata Atlântica-Cima e o hospital, que passou por uma grave crise, chegando até a ser fechado, é hoje uma importante Unidade de Saúde. Agradeço a confiança do governador Rui Costa e do secretário Fábio, sem esquecer a oportunidade que nos foi dado pelo ex-governador Jaques Wagner e do ex-secretário Jorge Solla, hoje deputado federal”, afirmou.

   Almir Gonçalves já adquiriu o Hospital AMEC e esta semana começaram as tratativas para aquisição do Hospital Santo Antônio e, assim, reabrir as três unidades hospitalares. “Eu não sou político, mas não posso deixar de reconhecer quem trabalha. A Fundação Hospitalar da Mata Atlântica é da região, é nosso e nós vamos lutar melhorar o atendimento. Tudo isso só é possível por conta de uma eficiente equipe de profissionais”.

   Durante o mutirão, Gláucia Barros afirmou que o evento “foi um exemplo de parceria de sucesso. Estou realizada. Contamos com o apoio de todas as regulações, dos secretários, prefeitos. Mas, quero agradecer ao prefeito Antônio Guilherme, de Santa Luzia, presidente do Cima e a Dr. Almir Gonçalves pela confiança. Não seria possível se toda equipe não abraçasse nossos funcionários, coordenadores e gestores”.

  • Criado em .

.

   O chocolate, subproduto da amêndoa do cacau, movimenta a economia e aquece a geração de empregos no campo. No Brasil, a produção movimenta cerca de R$ 14 bilhões anualmente, afirma uma reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal Correio Braziliense.

   Dados da Ceplac, organismo do Ministério da Agricultura, indicam que o cacau, com uma taxa de oito porcento, é um dos oito produtos agrícolas que apresentam aumento do faturamento neste ano. São 745 mil hectares de área plantada no país, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE.

   O Brasil importa cacau para suprir o que as lavouras brasileiras não conseguem entregar para atender a crescente demanda da indústria. Nos últimos anos, o setor sofreu bastante os efeitos da crise econômica do país e da crise hídrica, que reduziu a safra e impôs maiores custos à indústria por causa da necessidade de importação do produto. Enquanto as lavouras de cacau brasileiras não retomam a produtividade suficiente para o abastecimento interno, o setor importa a amêndoa de Gana.

   A expectativa é de que o governo brasileiro volte a permitir a importação do cacau também da Costa do Marfim. A entrada do produto no Brasil foi suspensa por causa de um carregamento com um tipo de praga típica do país africano e que não existe no território brasileiro. Para garantir a segurança sanitária e certificar o país como habilitado a exportar cacau para o Brasil novamente, o Ministério reavalia a análise do risco de praga da Costa do Marfim.

  • Criado em .

Joseildo Ramos – o segundo à esquerda – com Lero, ao lado de Rui Costa

.

   O governador Rui Costa esteve nesta segunda-feira, dio 19, em Santo Estevão para entrega da primeira parte do sistema de esgotamento sanitário da cidade, e de vinte ambulâncias e treze tratores para diversos municípios.

   Por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Joseildo Ramos, do PT, Santa Cruz Cabrália foi beneficiada com uma ambulância. Ao receber a chave do automóvel, o prefeito Carlos Lero agradeceu ao deputado pela indicação.

   “A população de Cabrália agradece ao deputado pela ambulância que irá nos ajudar bastante na agilidade dos atendimentos de saúde. Ela veio em boa hora”, disse Lero.

  • Criado em .

.

   O prefeito Mário Alexandre (foto) credenciou Ilhéus junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia, em Brasília, para a inclusão do município no programa Internet para Todos, do Governo Federal. A primeira fase do programa deve começar em maio deste ano e, de acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, devem ser instaladas duzentas antenas por dia em diversas regiões do país.

   Essa é uma conquista coletiva para todos que usufruem de serviços públicos, em especial cidades sem banda larga. Por exemplo: estudantes da rede pública terão acesso à rede e unidades básicas de saúde poderão usar o prontuário eletrônico. O Internet para Todos vai proporcionar, por exemplo, uma economia anual significativa no orçamento da saúde pública, já que, com a informatização, não serão repetidos exames, consultas e entregas de medicamentos.

   O prefeito ressaltou que Ilhéus também já está inscrito no programa Cidade Digital, graças ao apoio recebido do deputado federal Paulo Magalhães. O programa tem a missão de promover a inclusão digital nos municípios com foco na melhoria da qualidade dos serviços e da gestão pública, por meio da instalação de redes, pontos públicos de acesso à internet, sistemas de gestão na área pública e capacitação.

   A cidade passa a oferecer internet gratuita em praças públicas e permite a instalação de câmeras inteligentes, que além de melhorar a gestão de problemas urbanos, como áreas de alagamento e congestionamento, também podem enviar alertas para policiais em tempo real. “E importante uma cidade como Ilhéus estar inserida em programas de inclusão digital. Estamos trabalhando por isso”, assegurou Alexandre.

  • Criado em .

© Copyright 2017 Blog do Bene   |   Todos os direitos reservados.