Dímpino da Purificação Carvalho – Cacauicultor

  E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  Os produtores de cacau, mais conhecidos como fazendeiros, em sua maioria não gosta ou diz não gostar de política. Há até os que afirmam, de forma categórica, abominá-la. Um ministro do Supremo Tribunal Federal-STF não faz muito tempo disse: “a política, em regimes democráticos, é gênero de primeira necessidade”. Num passado mais distante, Ruy Barbosa foi mais enfático, mais duro ou mais preciso, ao dizer: “que, de tanto ver triunfar as nulidades, de ver crescer o poder nos maus, o homem chega a temer justiça e ter vergonha de ser honesto”.

  Tanto na região do cacau, como no Brasil como um todo, os partidos políticos sentem a ausência do que se chama de “homens de bem”. Os homens de bem na zona do cacau, na sua maioria, estão fora da política e é nela o espaço, o lugar, o terreno próprio, seja qual for o nome ou termo onde se define o destino de um povo. É onde se discute se debate os pequenos e os grandes problemas que envolvem uma sociedade organizada. È nesse espaço que estão os caminhos e as soluções para a já caduca Crise do Cacau.

  Esperar tanto tempo para ele alcançar os dois mil dólares que agora alcançou no mercado internacional e aguardar caminhar com passos largos e rápidos em busca dos três mil e os produtores permanecerem na rede, no sofá, no tamborete na porta do boteco ou o mais comum, com o facão na cintura, o podão nas mãos, na chuva ou no sol com os pés no chão ou no botão contribuindo, com sua ausência na política, deixar o “poder nas mãos dos maus” afirmando não gostar de política, a crise do cacau estará cada vem mais longe de encontrar o caminho ou os caminhos das soluções.

  Quando falam que o problema está no custo da mão de obra escassa e alta e no preço baixo do cacau, estão fazendo, inconscientemente, o jogo do político que tem consciência de que o preço é definido pela lei da oferta e da procura no mercado internacional e o da mão de obra na preferência individual do homem de optar carregar balde de concreto escorrendo calda de cimento nas costas, na construção civil na cidade a pegar no cabo do podão debaixo de chuva ou o panacum com cacau mole pingando mel nas costas nuas. Essa opção é um direito universal do homem nos países democráticos e livres como o Brasil e em ambos os casos a escolha é livre e individual não sendo de competência do político.

  Quando o fazendeiro tomar consciência de que o problema está é na forma de produzir, que precisa dispor de mil e cem plantas ou mais por hectare produzindo em média mais de sessenta frutos por pé, ele vai perceber que a solução está é no político, definindo, impondo e cobrando do governo uma política pública séria que valorize o homem do campo e seja voltada para a modernização da agricultura, oferecendo-lhes recursos técnicos e financeiros com custo e prazos compatíveis com o investimento para que ele seja economicamente viável aí teremos o fim da caduca crise do cacau.

  • Criado em .

  O Corpo de Salva-Vidas de Ilhéus registrou 26 ocorrências de afogamento nas praias do norte e do sul da cidade, durante a “Operação Carnaval”. Em todos os casos, as vítimas foram resgatadas com êxito.

  O coordenador do serviço Alexandre Mendonça informou que durante a operação 62 salva-vidas atuaram nos 26 postos instalados entre a região do Mamoan, no norte, e Águas de Olivença, no sul e duas motocicletas com duplas de salva-vidas fizeram a cobertura nas regiões onde não existem postos fixos, mas que registram grandes aglomerados de pessoas.

  Neste Carnaval, a busca por sossego e lazer e o sol forte levaram milhares de pessoas ao litoral de Ilhéus. Das 26 ocorrências, oito aconteceram na região do Cai N´água, cinco no Soro Caseiro, duas na Cabana Guarany e mais duas na Cabana Gabriela, todas ao sul. No norte, foram registrados seis casos na localidade de Mamoan e três no Joia do Atlântico.

  Após a Operação Carnaval, a Prefeitura retoma a Operação Verão, que prossegue até o dia 5 de março.

  • Criado em .

  Cerca de cinquenta índios invadiram na madrugada desta quarta-feira, dia 14, a Fazenda Conjunto São Francisco, localizada em Ribeirão do Largo, em Itapetinga. A propriedade rural, de quarenta alqueires, é reivindicada pelos índios como propriedade histórica deles.

  Segundo informações do site “Itapetinga Agora”, a ação foi realizada pela tribo Serra do Couro D'Anta, composta de povos remanescentes dos Tupinambás, Camacans e Pataxós. As polícias Militar e Federal foram acionadas para a resolução do problema.

  • Criado em .

 

  Fernando Gomes poderá participar, na tarde desta quinta-feira, dia 15, da sessão solene da Câmara de Itabuna que abrirá o Ano Legislativo de 2018. “O prefeito está viajando e deverá chegar à Itabuna nesta quarta-feira pela manhã. Se na quinta-feira ele estiver na cidade, irá à sessão da Câmara”, disse agora a pouco, às 21 horas desta terça-feira, ao Blog do Bené, o vice-prefeito Fernando Vita.

  Vita é prefeito de Itabuna em exercício desde a última quinta-feira, dia 08, quando Fernando Gomes pediu um afastamento do cargo de, no mínimo, oito dias. Gomes viajou, acompanhado da sua esposa, a secretária de Ação Social, Sandra Neilma, e passou o Carnaval foram de Itabuna. Ele está agora na região do São Francisco, visitando uma de suas propriedades agrícolas.

  A solenidade, na Câmara de Itabuna, prevista para às 14 horas, retoma os trabalhos legislativos, depois do recesso parlamentar interrompido três vezes por convocações extraordinárias – duas a pedido do Executivo e outra por autoconvocação.

  Um dos momentos mais esperados do ato inaugural do segundo ano da Legislatura é a mensagem do Executivo. Normalmente é apresentado aos vereadores o balanço das ações governamentais bem como das metas e expectativas da gestão para 2018. Até o momento, a Mesa Diretora da Casa não foi informada quem comparecerá à sessão: o prefeito Fernando Gomes ou o vice, Fernando Vita.

  A verdade é que existe uma grave crise institucional entre o Executivo e o Legislativo itabunense. O clima é tenso e o relacionamento dos membros da Mesa da Câmara – liderados pelo presidente Chico Reis (na foto, com Fernando Gomes) – apoiados por outros vereadores, com o Fernando Gomes não é dos melhores. Vereadores ouvidos pelo Blog do Bené garantiram que na sessão de quinta-feira serão os ânimos acirrados.

  • Criado em .

  Antonio Nunes de Souza – Escritor, membro da Academia Grapiúna de Letras-AGRAL, em Itabuna-Bahia. E-mails: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / antoniomanteiga.blogspot.com

 

  Somente através de uma “cegueira coletiva”, pode-se entender certas atitudes, concordâncias, aplausos e aceitações em casos de verdadeiras atitudes sociais e humanas!

  Pode parecer que sou um exagerado e ultrapassado, mas, com certeza, após ler com atenção esse texto, irá raciocinar, refletir e ver que, sem machismos ou feminismos, estou coberto de razões!

  Embora existam outras coisas dignas de serem citadas e analisadas, no caso estou referindo-me ao endeusamento e veneração que estão dando ao “transexual” Pabllo Vittar, já considerado pela mídia nacional e algumas outras internacionais, como a maravilha do século, mulher elegante, rainha do charme, voz surpreendente, beleza rara e voz sedutora. Imagine vocês, a que ponto chegamos nas horas de fazer as separações e saber distinguir, com justiça e sabedoria, o melaço da cana com o puro mel das abelhas!

  Nosso país e em todo mundo, temos mulheres deslumbrantes, belas e cheias de sensualidades, todas cores, tamanhos e características de suas etnias, para que possamos dar essas titularidades dada a esse “transexual”, por sinal, muito bonito, devemos respeitá-lo e aceita-lo, porém como um transexual e não como uma substituição de nossas fascinantes e imbatíveis mulheres!

  Veja claramente que não existe discriminação em nenhum momento de minha parte. Apenas, chamo a atenção para que sejamos justos, menos influenciáveis pelos modismos e, sem rodeios “Dar as Marias o que são das Marias!”

Espero que observem as clarezas da minhas palavras, compreendam que nada tenho contra as transsexualidades e suas vertentes, apenas e simplesmente, que sejam mais ponderáveis nas escolhas de nossos ídolos!

  • Criado em .

  O Hospital São José, em Ilhéus, enfrentou neste final de semana, sérios problemas de atendimento, em função da falta de leitos. A unidade, mantida pela Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus, registrou um superlotação e, muitos pacientes, mesmo em caso de emergências, estão sendo atendidos em cadeiras de rodas e em macas.

  Um dos casos é de uma paciente, de 67 anos (foto), com suspeita de AVC deu entrada na manhã de segunda-feira, dia 12. Após ser atendida pela equipe médica e ser atendida submetida aos procedimentos de rotina, ela permaneceu um dia e meio sentada numa cadeira de rodas, porque o hospital não tinha leito disponível. Um filho improvisou leito, juntando oito cadeiras.

  A paciente aguarda ser submetida a um exame, a ser feito em até 72 horas, para avaliar se sofreu confirmar o Acidente Vascular Cerebral. “Não houve negligência. O problema é a sobrecarga do hospital, que não tem estrutura para receber tanta gente. Hoje conseguimos que ela fosse para maca porque até pela manhã ela estava em cadeiras”, disse a sua neta, ao Blog do Bené.

  • Criado em .

  O jovem itabunense Fabrício Pancadinha está estreando neste momento, às 18 horas, no Carnaval do Salvador.

  Considerado o cantor revelação do Carnaval Antecipado de Itabuna, Pancadinha se apresenta no largo do Campo Grande.

  

  

  • Criado em .

  Nesta terça-feira, dia 13, último dia de Carnaval, muitos turistas ainda chegam para conhecer o Carnaval e as belezas da Bahia. Dois navios com mais de sete mil passageiros, recebidos com festa pela Bahiatursa, estão ancorados no Porto do Salvador. A maioria veio conhecer a diversidade da folia baiana.

  Pela manhã, o MSC Musica chegou, trazendo 2.964 passageiros. O navio fica em Salvador até às 23 horas de quarta-feira. Na segunda-feira, aportou o MSC Preziosa, com 4.217 passageiros, que permanecem em Salvador até a meia-noite desta terça-feira. Além desses transatlânticos, está atracado até a noite de desta terça-feira o navio residência The World, com 68 passageiros a bordo, que vieram conhecer as belezas da capital baiana.

  Além da música, da alegria e da tradicional simpatia das baianas tipicamente trajadas dando boas-vindas, os turistas recebem o mapa de Salvador e Litoral Norte e o Guia da Segurança do Folião, distribuídos pelos guias e monitores do projeto capitaneado pela Secretaria de Turismo da Bahia.

  Segundo o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, a ação do Governo do Estado é mais um passo dado rumo a tornar cada vez mais eficiente o receptivo aos turistas. “Temos tradição de bem-receber os visitantes. Isso é uma das nossas prioridades: fazer com que, na Bahia, todos se sintam em casa”.

  • Criado em .

© Copyright 2017 Blog do Bene   |   Todos os direitos reservados.